Eu sou bisneta de uma polonesa. O nome dela era Rosalija. Talvez fugindo da guerra ela pegou seus três filhos, os colocou dentro de um navio e veio para o Brasil. Esse foi uma parte do início da nossa família. A outra parte foi a vinda de um lituano, em outro navio e muitos anos depois. Ele se casou com uma das filhas de Rosalija, a Marija, que havia nascido em Belgrado, na então Iugoslávia.

A mãe Rosa ensinou a receita do Pierogi para a filha Maria. E a filha, Maria, ensinou a mesma receita para sua nora, Marlete, que é a minha mãe.

De vez em quando a gente faz em casa. Como a massa é mais trabalhosa e exige certa força, desta vez meu pai ajudou. Eu, fiz o molho de tomate, a salada – e os registros! 🙂

A versão que nós fazemos foi abrasileirada com o molho de tomate. Na real, geralmente eles comem com molho de manteiga com bacon ou algo assim. A minha avó começou a introduzir o molho de tomate por causa das crianças (eu era uma delas), pra que nós comêssemos sem estranhar o prato.

PS: não adianta pedir a receita! rsrs

Anterior Posterior

Deixe o seu recado!

voltar ao topo