(parte 1, parte 2, parte 3)

O transfer foi até o hotel, com cerca de 7 de nós. O motorista era um rapaz que nos foi enchendo de dicas turísticas do aeroporto até o hotel. Na verdade a strip (a via principal de Vegas, onde estão os hoteis mais badalados) era muitíssimo perto dali. Entramos em uma garagem, que era a garagem do hotel onde estávamos (The Cosmopolitan of Las Vegas).

Antes de eu fazer o meu próprio check-in, tive que acompanhar e fazer o check-in de quase todos estes clientes que tinham vindo comigo, porque não queríamos que eles pagassem o resort fee. Eu estava um trapo: sem ter tomado banho no Marriot (dia anterior) porque não tinha dado tempo. Estava usando uma camisa xadreza de flanela, camiseta branca e calça bailarina preta que comprei na Centauro pra viajar de avião (pois é). Sem brincos, sem maquiagem alguma, absolutamente humilhada (rs).

Mas veja, Deus me fez um carinho. Quando chegou a minha vez de fazer o checkin, o atendente me disse que o quarto que eu ficaria (o que foi autorizado para ficarmos durante o evento, pois tudo isso estava acontecendo porque eu tinha um evento para ir) havia acabado e que ele iria me colocar em outro, que diga-se de passagem, era melhor do que aquele. Bem melhor… tinha banheira, tinha terraço.

Só que o andar era o 50. Cin-quen-ta. Você já se imaginou no andar 50 de um hotel?

Eu não me imaginara sequer dentro de um avião durante 10 horas e 20 minutos a 37 mil pés. Que dirá no andar 50 de um hotel.

Subi. A torre onde eu estava se chamava “The Chelsea”, e havia 3 halls de elevadores diferentes, um para cada série de andares. O meu hall era o último e os elevadores atendiam o andar 40 ao 61.

Eu jamais ficaria no andar 61!!!

Quando entrei no quarto, disse em voz alta:

PUTAQUEOPARIU!!!!!

Ao lado da porta do quarto, o banheiro dividido em três partes: o vaso sanitário, o chuveiro e a pia com duas cubas e mais a banheira. Na pia além dos espelhos serem iluminados, há um espelho de maquiagem com iluminação circular, como as blogueiras usam.

No quarto, duas camas queen. Na frente de uma delas, uma televisão gigantesca. Na frente da outra um balcão com o minibar, uma máquina de café, um tablet com as informações da minha reserva. E foi ali que coloquei: carteira, chave do quarto, passaporte, etc.

Ao lado do balcão, o closet. Abro as minhas malas, estendo as minhas roupas, tiro meus sapatos, arrumo minhas coisas e acessórios em uma das divisões do armário. Em frente ao armário um sofá super gostoso com três almofadas, uma poltrona, uma mesa de centro.

E então, vem ele. O terraço!!! Abri a porta e escutei o gigantesco barulho dos carros todos se locomovendo, o trânsito de Vegas. Minha vista dava para o aeroporto, os canyons, o hotel New York. O dia estava quente e brilhante. Bati uma foto. Duas. Várias. Mas não tive coragem de ficar muito tempo no terraço do andar 50 do Cosmopolitan…!

Minha chefe Letícia me mandou mensagem dizendo que tinha saído para almoçar com uma parte da galera e que eu poderia fazer o mesmo com a outra parte. Eu pedi o tempo: preciso de um banho!!! Preciso descansar! Estou imunda, suada, cansada. Ela entendeu.

Coloquei o roupão e me joguei dentro da banheira com água morna, por uns 20 minutos, antes de pegar uma ducha super ultra mega quentinha.

Não dormi, apenas me deitei na cama e troquei mensagens com a minha família.

_ Avisa a sua madrinha que você está aí, ela vai ficar super feliz!

Avisei a madrinha. Sim, ela ficou muito feliz.

Coloquei um vestido preto de algodão da Cotton-On, meia calça azul marinho com textura e minhas botinhas pretas para ir até o Walgreens – e agora me lembrei que foi este o motivo pelo qual eu não pude ir dormir: a Letícia me disse que eles tinham ido à farmácia e eu me lembrei que não tinha levado nenhuma maquiagem, para fazer a farra na Walgreens quando chegasse.

Atravessei a ponte que liga o Cosmopolitan até o outro lado, onde eu sabia que tinha uma Walgreens 24 horas. É, eu fiz a farra. Comprei algumas várias coisinhas:

  • 2 bases bem clarinhas (uma da Revlon e outra da Cover Girl)
  • 2 bases em bastão (sendo que uma é bem pesada e eu tenho usado como corretivo)
  • 1 blush da Milani na cor pêssego, que quase não consigo ver quando passos.
  • 1 paleta de viagem da The Balm, com vários tons de sombra matte e cintilante, blushs, bronzer e brilho labial.
  • 1 paleta de sombras matte da Milani.
  • 2 pós da Milani, sendo que um é uma mistura de pó com base e eu amei.
  • 1 saco de demaquilantes da Neutrogena embrulhados individualmente.
  • 1 estojo de pinceis da Maybelline (ecotools, no Brasil custa R$75,00 – lá eu paguei US$14,00).
  • 2 lapis de boca da Nyx
  • 1 primer da Nyx
  • 1 lápis preto para o olho
  • 2 batons da Nyx
  • 3 tiaras básicas fininhas de aço (uma preta, uma prata e uma dourada)
  • Elásticos de cabelo
  • 1 batom vermelho da Maybelline

Acho que foi “apenas isso”. Na hora de pagar a conta tomei um susto!

Depois fui procurar algo para comer e escolhi uma sanduicheria de wraps. Pedi o de frango, mas só consegui comer uma das metades: muito, muito, muito apimentado. Gente, eu gosto de bebidas fortes, temperos marcantes, gosto de pimenta e não sou frágil pra aguentar estas coisas. Mas os americanos dão uma boa exagerada neste quesito! Você fica sentindo a boca arder, de tanta pimenta que eles colocam em tudo.

Subo de volta para o quarto e faço a minha maquiagem. Mais tarde nós teríamos um happy hour, a abertura do evento. Lá, nós tomamos vinho, conversamos – conheci alguns clientes que atendi pelo WhatsApp e até então não tinha conhecido pessoalmente. Tentei comer algumas coisas, mas só o tempurá passou (e uma salada).

Eu saí quase à francesa para descansar, porque depois me juntaria aos outros para conhecermos a melhor balada de Vegas, a Marquee ( bom, dizem que é uma das melhores). O plano, senhores, era mesmo eu me juntar à eles. Mas quando cheguei no quarto, tudo o que consegui fazer foi me horizontalizar na minha cama – limpa e branquinha. Eram 21h00.

Até que um momento, PLIN! Abri os olhos. Eram três da manhã; eu tinha cochilado ali mesmo, de sapato, brincos, maquiagem. Não tem problema, a gente tira a maquiagem, tira tudo isso e volta a dormir!

Fechei a porta do terraço e puxei o blackout. Eu merecia aquele descanso.

Anterior Posterior

Deixe o seu recado!

voltar ao topo