Quando a minha gestora da época fez as entrevistas para a vaga, depois da última menina entrevistada ela veio até minha mesa e disse: é essa, Melissa! Uma menina pequenininha e quietinha, falava baixinho e parecia ser tímida. Ela tinha gostado de como a menina foi sincera e disse que não tinha experiência para a vaga, mas que poderia aprender. Ela foi de fato contratada e lembro que na primeira semana parecia muda!!! Não falava. A chefe veio me dizer: ela não fala!!! 

Eu tinha a impressão de que era só uma questão de tempo e não lembro direito quando foi que quebramos o gelo. Mal sabíamos que dali adiante sua trajetória lhe alavancaria sempre pra mais alto e eu escutaria suas risadas brotarem do silêncio, vindo do corredor. Tudo quieto e de-repente:

_ ahahahahahahahah!!!!!!

Era a Nati, e sua risada sincera que cativou um andar inteiro.

Tem este jeito bonitinho de fechar os olhos quando sorri, dizem que é japinha. Mas pra mim tem cara de mexicana, a pele clara e o cabelo escuro e tão liso e sem pontas duplas que parece um tecido. Acho que ela vai ficar contente em saber que tem cara de Mexicana, porque tem um pé nas latinidades – e lê em espanhol (acho super chique gente que lê em espanhol).

Sabia das minhas confusões e lia as minhas histórias (em português). Escutava as que eu contava, também, sempre rindo. Eu falando e ela com os olhinhos apertados porque estava sorrindo o tempo todo. Lembro de como respondia quando eu dizia que meu quadril era muito largo:

_ Mas você queria ser retona???

Pronto, o conflito interno esta resolvido. Eu não queria ser retona!

Eu, uma pisciana que vivia no mundo da lua, acabei saindo e não trabalhamos mais juntas; mas sempre acompanhando esta mocinha super talentosa, cativante e comprometida e sempre escutando o que ela tinha a dizer (inclusive quando era sobre mim).

A receita do seu sucesso, eu atribuo sabe a quê? Ao jeito que você abre seu peito pra vida, Nati, sem medo nenhum de enfrentar o que for e viver o que tiver pra viver. E também o seu comprometimento com cada coisa que se propõe a fazer. Seja o jornal mural de uma copa. Seja um programa de treinamento para os funcionários.

Encarou o treinamento de PNL (eu fugi). Encarou o A Culpa é das Estrelas (eu fugi). Lembro dela me dizendo:

_ São coisas que fazem parte da vida, Mel!!!

Te dou todo o direito de se vangloriar, por ser muito mais corajosa do que esta sua amiga alguns anos mais velha do que você (prefiro nem fazer a conta), que dá bastante trabalho pra ela mesma. Sempre admirei (e me inspirei) muito em sua coragem e neste seu peito aberto e receptivo para o que a vida venha te oferecer.

Faça dos limões amargos que o universo te trouxer (porque definitivamente, eles existem), uma bela gin tônica (e me chame pra eu tomar junto). Acredite em você e na maneira muito fácil com que você desperta a confiança e admiração de todos.

(E da próxima vez pode me chamar de novo pra ver os filmes de chorar, que agora eu tô mais preparada – hahahaha).

Anterior Posterior

Deixe o seu recado!

  • Natalia 30 de março de 2019

    Mel! Mel! Mel!
    Não tenho como comentar um texto desse, uma homenagem dessas! 
    Meu Deus, lágrimas por aqui.
    Na verdade eu continuo sendo aquela menina calada e medrosa que você conheceu há 13 anos atrás, mas que por sorte me rodiei de pessoas que me dão os melhores conselhos, me incentivam, me mostram outras visões no mundo e me chacoalham pra fora da minha zona de conforto. 
    Eu não teria alcançado nada sem tantas pessoas maravilhosas que passaram pela minha vida e uma delas sempre será você. Com sua graça e leveza ao falar, sempre achava uma forma de dar a sua cara ao traje social com uma toca, chapéu, cachecol, toda linda trazendo vida ao escritório entre os terninhos pretos. Pessoa de coração puro, alma feminina, uma artista pura que vai alcançar o mundo quando expor a sua arte, as suas artes porque tudo que faz se torna lindo aos olhos e um afago no coração.
    Obrigada Mel por você ser você, por essa linda carta, por estar no meu coração.
    Obrigada, obrigada e obrigada ❤️

    • Melissa 30 de março de 2019

      Saia rodada com meia rendada branca!!!!! hahahahaha ainda bem que a gente amadurece!!!!! 🙂

voltar ao topo